Abertura Festival do Rio 2019 com celebração da cultura brasileira

Apresentadora Mariana Ximenes surpreende público com vestido feito de cartazes do cinema brasileiro como declaração ante a recente censura aos cartazes na Ancine

por

10 de dezembro de 2019

Foto: Samantha Brasil - O vestido de Mariana Ximenes contou com cartazes de filmes como "Carlota Joaquina" de Carla Camurati, "Macunaíma" de Joaquim Pedro e "O Pagador de Promessas" de Anselmo Duarte etc...

Foto: Samantha Brasil – O vestido de Mariana Ximenes contou com cartazes de filmes como “Carlota Joaquina” de Carla Camurati, “Macunaíma” de Joaquim Pedro e “O Pagador de Promessas” de Anselmo Duarte etc…

O Festival do Rio 2019 começou em grande estilo. Após um ano de crise na economia e na cultura, com atitudes da administração pública que demonstravam censura e despeito ao cinema brasileiro, a atual edição do evento trouxe uma de suas melhores edições até o presente, tanto em nomes internacionais como com recorde de filmes brasileiros exibidos (73 produções) — o que demonstra que o cinema nacional está mais forte do que nunca e movimentando a economia a gerar empregos, exemplificando com atos e bravura a sua relevância.

Com apresentação da atriz Mariana Ximenes, que estava trajando um belíssimo e representativo vestido de cartazes do cinema brasileiro, o palco também recebeu as diretoras do Festival do Rio Ilda Santiago e Walkiria Barbosa, que agradeceram todo o carinho e o financiamento coletivo de tanta gente que ajudou o Festival a acontecer este ano — independente da crise e da tentativa da administração pública de desacreditar o cinema e a cultura brasileira. O filme de abertura foi “Adoráveis Mulheres” da cineasta Greta Gerwig (mesma diretora do indicado ao Oscar “Lady Bird”). Confira vídeo abaixo:

Confira também a íntegra do discurso emocionado e emocionante da atriz Mariana Ximenes apresentando a abertura do Festival do Rio em defesa do cinema brasileiro: de arrepiar! Sem falar no vestido arrasador de cartazes do cinema brasileiro contra a atual censura do governo à cultura. O vestido de Mariana Ximenes contou com cartazes de filmes como “Carlota Joaquina” de Carla Camurati, “Macunaíma” de Joaquim Pedro e “O Pagador de Promessas” de Anselmo Duarte etc… (Foto: Samantha Brasil). Confira vídeo abaixo*

Alguns dos filmes da seleção deste ano no quesito internacional contam com cineastas premiados e consagrados em exibições exclusivas de mais de 100 filmes como de Greta Gerwig, Clint Eastwood, Werner Herzog (com 2 filmes na seleção), Céline Sciamma, Ken Loach, Marielle Heller, Elia Suleiman, Terrence Malick, Abel Ferrara, Marco Bellocchio, Pedro Costa, Robert Eggers, Xavier Dolan, Makoto Shinkai, Melina Léon e muito mais, sem falar nos filmes mais cotados para as premiações internacionais e o Oscar 2020, como “Adoráveis Mulheres”, “Judy”, “Jojo Rabbit”, “O Farol” “Honey Boy”, “System Crasher” (representante da Alemanha para o Oscar), “E Então Nós Dançamos” (representante da Suécia), “O Tempo com Você” (representante do Japão”) e muito mais… Confira mais abaixo algumas críticas e entrevistas com nomes presentes neste Festival.

Mais uma vez, é tempo de celebração para os 21 anos de Festival do Rio, que teve mais de 2 mil apoiadores e cerca de 600 mil arrecadados por financiamento coletivo, além do apoio da Globo Filmes e a Enel, assim como Sesc RJ e a Firjan, como apoiadores institucionais. O Ministério da Cidadania, o Governo do Estado do Rio de Janeiro Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro também apoiam o Festival do Rio através das suas leis de incentivo.
Os apoiadores da indústria do setor do audiovisual, de produção a distribuição e formação, foram também fundamentais para garantir a execução do Festival do Rio em 2019, como NetflixParis Filmes, Casablanca, TeleImage, Ingresso.com, Instituto Olga Rabinovich, Videofilmes e SPCine, além de novos parceiros que se somaram ao Festivalcomo Bondinho Pão de AçúcarDoBem e a Submarino e parceiros de longa data se mantiveram como Canal Brasil Telecine.

Algumas críticas já publicadas no Almanaque Virtual:

Crítica de “O Farol” de Robert Eggers (“A Bruxa”):

http://almanaquevirtual.com.br/o-farol/

Confira algumas palavras do diretor Robert Eggers com o ator Willem Dafoe em visita prévia ao Rio, recepcionados por Ilda Santiago, diretora do Festival do Rio:

Crítica do filme “System Crasher”:

http://almanaquevirtual.com.br/system-crasher/

Crítica do filme “A Garota com a Pulseira”:

http://almanaquevirtual.com.br/a-garota-com-a-pulseira/

Crítica do filme “Ressaca” de Patrizia Landi e Vincent Rimbaux:

https://vertentesdocinema.com/ressaca-2/

Entrevista com Patrizia Landi e Vincent Rimbaux:

http://almanaquevirtual.com.br/entrevista-com/

Crítica em vídeo de “Ressaca”:

http://almanaquevirtual.com.br/noticias-do-fim-do-mundo-e-ressaca/

Confira também o debate na coletiva de imprensa com os diretores onde eles puderam tocar em outros assuntos diferenciados:

http://almanaquevirtual.com.br/29o-cine-ceara-debate-sobre-ressaca-de-patrizia-landi-e-vincent-rimbaux/

O belíssimo filme peruano “Canção Sem Nome” de Melina Léon que arrebatou vários troféus no 29° Cine Ceará:

Crítica em texto:
https://vertentesdocinema.com/cancao-sem-nome/

Entrevista com Melina Léon:

http://almanaquevirtual.com.br/entrevista-com-melina-leon-do-filme-cancao-sem-nome/?fbclid=IwAR3wZJZg_HOTe8wgPeL1UIMuW6ZW5BCjgrShVAx6ycHAit_eK4eDM0RkBK4

Confira logo abaixo a entrevista com a protagonista do filme Pamela Mendonza:

http://almanaquevirtual.com.br/entrevista-com-pamela-mendonza-de-cancao-sem-nome-de-melina-leon/

E confira também a crítica em vídeo do filme:

http://almanaquevirtual.com.br/cancao-sem-nome-e-maria-do-carito/

*Fotos e vídeos da noite por Samantha Brasil