Festival de Cannes 2019: Estética de doçura com novo Karim Aïnouz

O Festival acontece até o próximo sábado, dia 25.

por

20 de maio de 2019

Livre adaptação do romance homônimo de Martha Batalha, “A vida invisível de Eurídice Gusmão” é uma produção do carioca Rodrigo Teixeira e sua RT Features, agora em parceria com a produtora alemã The Match Factory, que aborda uma cartografia carioca mais central. As filmagens passaram por São Cristóvão, Estácio, Tijuca, Santa Teresa.  Na trama dirigida por Karim Aïnouz, as irmãs Guida e Eurídice são cúmplices no afeto que têm uma pela outra, inseparáveis no dia a dia. Eurídice, a mais nova, é uma pianista prodígio, enquanto Guida, romântica e cheia de vida, sonha em se casar e ter uma família. Um dia, com 18 anos, Guida foge de casa com o namorado. Ao retornar grávida, seis meses depois e sozinha, o pai, um português conservador, expulsa a menina de casa. Guida e Eurídice são separadas para sempre e passam suas vidas tentando se reencontrar.