Festival do Rio 2018: ‘La quietud’, um Trapero inquieto e vigoroso

Cineasta é um discurso campeões de bilheteria na Argentina.

por

04 de novembro de 2018

Um dos maiores campeões de bilheteria da Argentina, laureado com o prêmio de melhor diretor no Festival de Veneza por O Clã (2015), Pablo Trapero voltou ao Lido este ano fora de competição, com uma releitura sombria do melodrama, ‘La quietud’.  Martina Gusmán, mulher e atriz assinatura do cineasta, conhecida por cults como Leonera (2008), contracena com Bérénice Bejo (de O Artista) numa história sobre lavação de roupa suja em família. Edgar Ramírez (o Gianni Versace do atual American Crime Story) também está no elenco.
“Este novo filme pode ser definido como um melodrama um pouco surreal com toques de thriller sobre a relação entre irmãs. Daqui há um mês eu termino e vou saber melhor o que é”, disse Trapero.