Dora ou as neuroses sexuais de nossos pais

Nota do leitor:
Raíssa RossiNota 5

Tabela de Cotação

Notas

Título original: Dora oder Die sexuellen Neurosen unserer Eltern
Ano: 2015
País de origem: Alemanha / Suiça
Gênero: Drama

Duração: 92 minutos

Direção: Stina Werenfels
Elenco: Victoria Schulz, Jenny Schily, Lars Eidinger e Urs Jucker

Dora (Victoria Schulz) tem 18 anos e acaba de despertar de uma repressão medicamentosa regada a muitos comprimidos de tarja preta. Desde que sua mãe Kristin (Jenny Schily) decidiu suspender todo o seu tratamento psiquiátrico, Dora acorda para um mundo cor de rosa existente apenas em sua cabeça, onde considera todas as novas sensações e experiências incríveis, e tem pressa para descobri-las o mais rápido possível, principalmente explorar o sexo e a sua sensualidade, até então adormecida. Seus pais não sabem como agir diante do novo momento da filha e ficam desesperados quando ela começa a se relacionar com o estranho mais velho Peter (Lars Eidinger), alheia ao modo abusivo e sem caráter como ele age.

Leia a crítica Veja o trailer

Galeria