V Cine Jardim 2019: Debate dos filmes da quinta e última noite competitiva

Mediação pelo Almanaquista Filippo Pitanga

por

26 de maio de 2019

Debate sobre os filmes da quinta e última noite competitiva do V Cine Jardim – Festival de Cinema de Belo Jardim com temas que perpassaram questões de raça, superação, linguagens documentais e a condição de vida das mulheres nos mais diversos territórios — todos dirigidos por mulheres.

Foram um longa-metragem e 5 curtas-metragens:

“Fabiana” de Brunna Laboissière (representada pela montadora Bruna Almeida) — leia a crítica aqui ou logo abaixo*
“La Eternidade de Paula” de Dayana Gauthier
“Catadora de Gente” de Mirela Kruel
“Que Som Tem a Distância” de Marcela Schild Pereira (aqui representada pelo corroteirista e montador Diego Tafarel)
“Odó Pupa, Lugar de Resistência” de Carine Fiúza
“Tea For Two” de Julia Katharine (aqui representada pelo diretor de arte e figurinista do filme João Marcos de Almeida)

Mediação por Filippo Pitanga

*Leia a crítica para “Fabiana”:

http://almanaquevirtual.com.br/fabiana/

Confira apresentação dos realizadores dos filmes da quinta e última noite competitiva: